Amamentação em Livre Demanda

Oi gente!
Quero dividir com vocês meu relato de amamentação, quando estava grávida eu lia bastante sobre a experiência das outras mamães, por isso achei importante também contar como lidei com esta fase cheia de descobertas.
Antes do Noah nascer eu tinha um medo muito grande de não conseguir amamentar, medo maior ate que a dor do parto (acreditem).
Como tive um parto humanizado domiciliar, assim que ele nasceu ele já ficou nos meus braços e logo ja procurou o peito, que coisa louca isso gente, a natureza é muito perfeita, como pode eles já saberem o que fazer, nos primeiros minutos ele só ”reconheceu” território, lambeu, cheirou, deu cabeçadas no peito e algumas sugadas, e eu feliz pensando que amamentar era aquilo (coitada kkk) quando ele pegou certinho o seio, até assustei sugou muito forte e tive ideia o que me esperava nos próximos dias.
Os dias passaram e as vezes eu até chorava de dor, todos falam que se o bebê fizer a pega correta não iria doer (mentira) , a verdade que ninguém fala é que vai doer sim mas bem menos se a pega estiver correta, e que toda a hora que ele mamar nas primeiras semanas você precisa ”arrumar a pega” e mesmo assim vai doer, imagina só minha amiga, uma região com a pele mega sensível, que até então quase não era exposta e que agora tem um ser que não para de sugar, doí né gente…
Entendam, não estou reclamando, faria tudo novamente, isso é #maternidadereal precisamos falar sobre o lado não tão confortável, amamentar é lindo e amo, mas no começo dói.
Depois que passa esta fase é maravilhoso, mesmo com dor eu ja achava um máximo amamentar, principalmente quando eu chegava próximo dele e o seio ja se transformava em uma torneirinha de leite.
Sobre a descida do leite, então, demora um pouco tá (eu comprei e fazia compressa quente com o ‘terapia 3 em 1 para os seios TheraPearl Lansinoh, eu aquecia no microondas) e neste meio tempo o bebê  chora mesmo, as vezes nem é de fome, pensa comigo, ele estava em um lugar quentinho, apertadinho e  quase não fazia força pra nada e daí ele se vê em um lugar que a temperatura oscila e ele tem que fazer força pra sugar e tal, normal ele estranhar né?!…
O que eu posso dizer a quem quer muito amamentar  é que confiem no seu corpo e no seu bebê, que tudo dará certo… me vi tensa e com sono 3 dias após o parto, já vi várias mães nesta situação usarem complemento e eu entendo o desespero, o que me ajudou foi que e minha amiga Bruna que é consultora em amamentação estava em casa comigo e me deu um conselho precioso; você precisa descansar para que o leite desça. Dito e feito, dormi por 40 minutos e acordei parecendo a Pamela Anderson kkkkkk a saga mudou, agora eu precisava retirar o leite, aja massagem, ordenha e após cada mamada compressa fria (fazia com o TheraPearl Lansinoh, era só deixar na geladeira por 15 minutos)
Não sei o que faria sem ajuda, a Bruna e a Katia que também é consultora e me atendeu nos primeiros dias, foram à luz no fim do túnel, me auxiliaram em um momento super delicado. Se possível contratem uma consultora em amamentação antes mesmo do bebê nascer, acreditem vale cada centavo a gente fica um tanto perdida no começo, são muitas mudanças acontecendo ao mesmo tempo e por mais informação que temos o que nos espera na pratica é outra coisa!
Precisamos de uma rede de apoio grande, pessoas que nos ajudem neste período, não dispensem ajuda, sabe aquela visita que chega e pergunta o que você precisa, não hesite em oferecer a louça para lavar, ou passar aquela pilha imensa de roupas ou até mesmo fazer uma refeição quentinha. E se você for visitar uma mamãe com recém nascido ofereça ajuda!
As recomendações da Organização Mundial de Saúde relativas à amamentação são as seguintes:
·         As crianças devem fazer aleitamento materno exclusivo até aos 6 meses de idade. Ou seja, até essa idade, o bebé deve tomar apenas leite materno e não deve dar–se nenhum outro alimento complementar ou bebida.
·         A partir dos 6 meses de idade todas as crianças devem receber alimentos complementares e manter o aleitamento materno.
·         As crianças devem continuar a ser amamentadas, pelo menos, até completarem os 2 anos de idade.
Esta foi um pouquinho da minha experiência com a amamentação, espero que tenham gostado, até semana que vem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ASSINE DESEJO DE MAMÃE
ASSINE E RECEBA OFERTAS EXCLUSIVAS,
DICAS DE CUIDADO DE CRIANÇAS, NOVIDADES DA LOJA E MUITO MAIS!
Promoções Constantes no seu E-mail
Quer receber nossas melhores ofertas?
Digite seu e-mail e nos te manteremos informado sobre nossas novidades e promoções!
É menino ou menina?
Menino Menina
Participe!
E RECEBA DICAS, PROMOÇÕES, CONCURSOS E DESCONTOS EXCLUSIVOS.
Qual a idade?
0-2 2-4 4-6 acima de 6